3 estratégias para comunicação sobre saúde mental juvenil

Este breve guia, publicado pelo FrameWorks Institute, contém uma explicação das mentalidades culturais subjacentes que promovem o pensamento improdutivo sobre a saúde mental dos jovens, juntamente com estratégias para evitar e avançar ao falar sobre esta questão. Ao comunicar sobre a saúde mental dos jovens, a ênfase excessiva nas experiências e escolhas individuais, em vez da responsabilidade colectiva, pode agravar o estigma, ao mesmo tempo que não consegue motivar a acção sistémica. Esta narrativa reforça estereótipos negativos sobre os jovens e mantém as suas vozes fora da conversa. Além disso, a narrativa dominante tem-se baseado fortemente no enquadramento da “crise”, ao mesmo tempo que oferece pouca ou nenhuma solução, fazendo com que a questão pareça intransponível.

Acesse o guia, aqui.

Formato
Documento de ONG / Sociedade Civil, Pesquisa
Tema
Saúde mental, vício
País
Europa
Nível
Internacionais
Ano
2023


Voltar ao banco de dados