Crowdfunding

Crowdfunding é a prática de financiar um projeto ou empreendimento levantando pequenas quantias de dinheiro de um grande número de pessoas, normalmente via Internet. O crowdfunding pode ser uma forma alternativa de arrecadar dinheiro para financiar projetos, empresas iniciantes ou iniciativas de caridade.1[1] Centro de Cambridge para Finanças Alternativas, 2019

 

De 2017 a 2018, a Europa registou um crescimento de 95% no montante de dinheiro mobilizado através do crowdfunding, passando de um volume total de cerca de 3.45 mil milhões de euros para 6.44 mil milhões de euros. Em 2018, havia entre 600-800 plataformas de crowdfunding operando na Europa, com a maioria concentrada na Europa Ocidental (por exemplo, 89 no Reino Unido, 63 na Alemanha, 51 na França e Itália, 45 na Holanda e 39 na Espanha).2Wenzlaff K., Odorović A., Ziegler T., Shneor R. (2020) Crowdfunding in Europe: Between Fragmentation and Harmonization. In: Shneor R., Zhao L., Flåten BT. (editores) Avanços no Crowdfunding. Palgrave Macmillan, Cham. & CrowdfundingHub (2021). Estado Atual do Crowdfunding na Europa Durante a pandemia global do COVID-19, os líderes do mercado europeu de crowdfunding – França e Alemanha – aumentaram seu valor de mercado de crowdfunding e outros (por exemplo, Itália, Noruega) também demonstraram bom desempenho de mercado.

 

O uso do crowdfunding é distribuído de forma desigual entre os Estados-Membros da UE e, até recentemente, o crowdfunding transfronteiriço era difícil devido à regulamentação fragmentada do crowdfunding. O European Crowdfunding Service Provider Regulation (ECSP) entrou em vigor no final de 2020.3Comissão Europeia, Crowdfunding, Europa.eu Descreve um conjunto único de regras aplicadas em toda a UE, a serem supervisionadas por cada Estado-Membro, e protege ainda mais os investidores e permite que o crowdfunding opere além-fronteiras.

Tipos de financiamento coletivo 8M., Renwick, E., Mossialos, 'Crowdfunding Our Health: Economic Risks and Benefits' Social Sciences & Medicine 191 (48-56), 2017

Financiamento coletivo baseado em doações - Indivíduos doam pequenas quantias para atingir o objetivo maior de financiamento de um projeto de caridade específico sem receber retorno financeiro ou material, ou seja, doando para uma maratona de caridade.

 

Financiamento coletivo baseado em recompensas – Investidores doam para projetos/negócios com a expectativa de receber recompensas não financeiras, como bens/serviços em um estágio posterior em troca de sua contribuição.

 

Equity crowdfunding - Os investidores recebem ações do negócio ou empresa em troca de seu investimento. Isso funciona de maneira semelhante a como as ações ordinárias são compradas ou vendidas na bolsa de valores ou capital de risco.

 

Empréstimos peer to peer – A multidão empresta dinheiro a uma empresa com o entendimento de que o dinheiro será devolvido com juros. O valor dos juros é estabelecido pela empresa que precisa de financiamento antes que o credor lhes dê dinheiro. Isso é semelhante ao empréstimo bancário tradicional, exceto que é emprestado de muitos investidores.

 

Financiamento coletivo imobiliário – Fornecer financiamento para investimentos imobiliários, seja com empréstimos ou capital próprio.

Benefícios do financiamento coletivo

Forma inovadora de obter financiamento para novos projetos: O crowdfunding pode ser uma forma de cultivar a comunidade e gerar recursos para novos projetos; preocupações, questões ou movimentos sociais.

 

Mais fácil para organizações e serviços comunitários: As organizações precisam atender a menos requisitos para receber fundos de plataformas de crowdfunding em comparação com o sistema bancário tradicional.

 

Aumenta a participação no mercado de serviços sociais e de saúde: Ele fornece uma maneira mais fácil de acessar fundos alternativos com burocracia reduzida, o que pode melhorar o apoio financeiro a indivíduos, organizações e pequenas e médias empresas (PMEs).

 

Atrai financiamento e conscientização para áreas negligenciadas: O crowdfunding é frequentemente usado para financiar necessidades sociais da comunidade (por exemplo, estabelecer uma academia, adquirir equipamentos para determinados serviços sociais, etc.)

 

Engajamento social aprimorado: Os projetos de crowdfunding de maior sucesso fornecem atualizações regulares.4M., Renwick, E., Mossialos, 'Crowdfunding Nossa Saúde: Riscos e Benefícios Econômicos' Ciências Sociais e Medicina 191 (48-56), 2017. Isso cria transparência e engajamento social, onde os financiadores podem ver como o projeto está progredindo, possivelmente fornecer informações e monitorar as práticas do projeto.

 

Incentivos fiscais: Possíveis incentivos fiscais recompensariam investimentos em empresas sociais recém-criadas (embora isso dependa de regulamentações nacionais).

Mais informações sobre crowdfunding, como fazê-lo e conselhos sobre como equilibrar os riscos podem ser encontrados no Sítio da Comissão Europeia.

Riscos do financiamento coletivo

Não atingir a meta de crowdfunding: Existe o risco de não atingir a meta de arrecadação estabelecida. Em alguns casos, isso resultará na devolução de todo o dinheiro arrecadado aos doadores/investidores. Definir expectativas irrealistas pode resultar em atrasos, o que pode prejudicar a reputação da entidade que busca crowdfunding.

 

Definição de prioridade ineficiente: A publicidade em mídia social de campanhas de crowdfunding depende da capacidade de explorar as redes sociais e o apoio público, que pode priorizar campanhas emotivas de crise de curto prazo, em vez de projetos preventivos de longo prazo.

 

Questões de responsabilidade, transparência e devida diligência: O anonimato dos doadores e iniciadores de projetos, a distância geográfica e a assimetria de informações entre financiadores e iniciadores de projetos torna difícil garantir a responsabilidade, a transparência e a devida diligência em todos os projetos.

 

Direito de propriedade intelectual: Startups de saúde e biotecnologia com financiamento coletivo correm o risco de ter sua propriedade intelectual roubada ou plagiada .5M., Renwick, E., Mossialos, 'Crowdfunding Nossa Saúde: Riscos e Benefícios Econômicos' Ciências Sociais e Medicina 191 (48-56), 2017.

 

Risco de fraude e lavagem: O anonimato do crowdfunding e a pequena quantia de dinheiro doada por pessoa resulta em um desincentivo para tomar medidas legais contra projetos fraudulentos. Existe também o risco de plataformas fraudulentas de crowdfunding.

 

Retorno lento para investidores: Ao investir em equity crowdfunding, os investidores geralmente precisam esperar mais tempo para receber seus lucros do que em outros modelos de investimento.

 

Riscos financeiros do crowdfunding baseado em investimento: A participação de investidores não credenciados6Um investidor não credenciado é qualquer investidor que não atenda aos requisitos de renda ou patrimônio líquido estabelecidos pelo Comissão de Valores Mobiliários (SEC). em crowdfunding baseado em investimento pode resultar em uma alta taxa de falhas de projeto. Os riscos financeiros se aplicam a campanhas baseadas em doações e recompensas onde existe a possibilidade de que o projeto não produza a meta projetada ou produza a meta depois do prometido. Além disso, as taxas de transação podem ser uma fonte de ineficiência econômica, dependendo da plataforma e do tamanho das doações.

Fatores que influenciam a probabilidade de financiamento

Os riscos do crowdfunding levantam uma série de questões importantes sobre como evitar práticas fraudulentas e como ter sucesso no crowdfunding. Pesquisar7Forbes & Schaefer, Diretrizes para um financiamento coletivo bem-sucedido, Procedia CIRP, Volume 60, 2017, Páginas 398-403, ISSN 2212-8271encontraram uma série de fatores que influenciaram a probabilidade de financiamento e envolvimento em campanhas de crowdfunding.

  1. Reputação – uma boa reputação da causa dentro da indústria/setor escolhido envia um sinal aos investidores de que pode ser uma fonte confiável para apoiar.
  2. Meta de financiamento – há mais engajamento com projetos que receberam um percentual significativo de sua meta de financiamento muito cedo. Com isso em mente, é aconselhável estabelecer metas de financiamento possíveis com a menor taxa possível para criar o maior percentual financiado quando as doações começarem a ser arrecadadas.
  3. Recompensas - os financiadores reagem de forma mais positiva a uma variedade de produtos disponíveis mediante doação. É importante não se desviar do propósito da campanha.
  4. Margens de lucro - os criadores do projeto devem reduzir a margem de lucro em opções de recompensa populares para encorajar mais patrocinadores.
  5. Plataforma escolhida – escolher a plataforma correta/respeitada para criar uma campanha de crowdfunding pode determinar a resposta à campanha. Pode aumentar o alcance e os fundos.
  6. Conteúdo de vídeo – os recursos visuais auxiliam na criação de um maior alcance e resposta às campanhas. É importante destacar as principais informações que os potenciais patrocinadores exigem, como como o dinheiro será gasto, quais são as motivações da campanha temática, quais são os riscos associados ao investimento na campanha e qual é o plano para depois da campanha?

Estudos e Casos